Notícias 20/01/2010 - Quarta-feira

Tecnologia Florestal

A qualidade aliada à tecnologia permite que a empresa evolua com os seus novos equipamentos. Pensando no futuro do negócio e na satisfação de seus clientes, a Reflorestadora São Manoel investiu em um conjunto de equipamentos para a mecanização da colheita florestal.

São elas: Feller Buncher, Skider, Harvester, carregador florestal e picador florestal. A máquina Feller Buncher, realiza a derrubada das árvores colocando-as num berço para posteriores atividades. A principal vantagem é que este equipamento suaviza a queda da árvore, evitando quebras e rompimentos das fibras internas.

Após o corte e derrubada, entra o Skider, com a função de arrastar as árvores para o estaleiro, onde será processada a madeira de acordo com as especificações exigidas pelo cliente. A rapidez e a maior quantidade de carregamento destacam-se como vantagem neste processo, garantindo alta produtividade.

A próxima etapa é a entrega das árvores no estaleiro montado na beira das estradas, onde inicia o processamento das toras. Este processo é realizado pelo Harvester, máquina que realiza o desgalhamento e o corte das árvores nas especificações contratadas pelo cliente. Este equipamento pode cortar várias medidas de comprimento e diâmetro impactando na rapidez e eficiência do processo. A programação é realizada no sistema operacional da máquina e requer profissionais especializados e treinados para a operação.

Com as toras cortadas e separadas nos padrões solicitados, o carregador florestal possui a função da expedição do produto do estaleiro para o caminhão, cuidando das especificações das pilhas de madeira e fazendo um melhor aproveitamento no carregamento do caminhão.

Após o corte na área delimitada, encontramos a floresta com resíduos. Sendo assim, a empresa adquiriu um picador florestal móvel para melhor aproveitamento dos resíduos remanescentes da colheita, transformando-os em matéria-prima para energia, conhecida como cavaco. Com esta finalização do processo, a área fica limpa e disponível para iniciar novamente o ciclo da Silvicultura.

O setor florestal tem se destacado fortemente devido a sua viabilidade econômica no Brasil e no mundo, e por isso a Santa Maria fortalece e inova em seu negócio florestal com novos equipamentos, gerando maior eficiência, produtividade, qualidade no produto final e aproveitamento dos resíduos, aperfeiçoando todo o processo de colheita que será refletido na qualidade das toras fornecidas para o mercado cada vez mais exigente em relação aos produtos florestais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


cinco + 7 =