Notícias 06/09/2012 - Quinta-feira

PPR 2012: Uma História Escrita por Pessoas

O que sua área tem feito para atingir as metas?

Atingir metas e superar obstáculos são desafios constantes no mundo dos negócios, e para manter-se competitiva a Santa Maria vem buscando a melhoria contínua dos processos e a excelência na qualidade de seus produtos de modo criativo e inovador.

Estes objetivos somente podem ser atingidos com colaboradores engajados com os resultados, buscando oportunidades de melhoria e demonstrando a paixão pelo negócio, competência que se caracteriza por comportamentos de comprometimento, dedicação e credibilidade, inspirando todos a aplicar sua energia física e mental para realizar seu trabalho da melhor maneira possível. Nesta edição, conversamos com alguns colaboradores que nos contaram como suas áreas buscam desenvolver ações diferenciadas para melhorar o desempenho da organização e tornar a responsabilidade pelos resultados um dever de todos.

As iniciativas observadas refletem a próatividade das áreas nas questões de capacitação operacional, redução de desperdícios, melhor aproveitamento dos recursos e de segurança do trabalho, provando que mesmo com ações singelas, porém contínuas, os ganhos podem ser tão positivos quanto os obtidos em ações de maior complexidade.

Já estamos no segundo semestre de 2012 e o PPR continua a todo o vapor. Para demonstrar isso, os colaboradores nos contam como têm sido suas experiências com este programa.

ALMOXARIFADO DE MATÉRIA PRIMA

“Atualmente, há nove pessoas trabalhando na Matéria-Prima e o setor trabalha 24h, pois é dele que sai o abastecimento da máquina de papel, e se houver algum problema com o estoque a produção para. Nosso trabalho é fazer o controle e armazenagem de estoque, fazer pedidos, descarregamento e dar baixa nos produtos.

Uma das metas do PPR é justamente o controle de estoque e, para conseguir bons resultados, estamos sempre em contato com a equipe.

Muitas mudanças aconteceram nos últimos anos. Antigamente, a quantidade de estoque que tínhamos era para 10 dias, hoje é para 4 dias. Com o estoque mínimo, nós conseguimos mais organização na área, cada produto fica em seu lugar e isso colabora com o nosso 5S. Com essa organização, nós temos mais espaço dentro do almoxarifado, e os caminhões conseguem descarregar dentro do barracão. Quando a descarga era feita fora do barracão, tínhamos muita perda de material devido à quebra e sujeira, hoje não temos mais esse problema.

Para atingir as metas, buscamos evitar desperdício e acidentes. Para isso, cobramos da equipe como um todo e fazemos diálogos de segurança todas as semanas. É importante que tenhamos contato com as outras áreas envolvidas no processo, como Compras, logística e Planejamento e Controle de Produção, pois focamos sempre na integração e trabalho em equipe.

O trabalho alinhado em equipe nos proporciona uma visão mais apurada do nosso setor e agilidade na troca de informações, e isso acaba mantendo tudo em ordem.

É bom saber que a empresa tem a preocupação em nos treinar e dar apoio. A Santa Maria investe nos colaboradores e nós damos resultados.

Antonio Josnei de Souza e Cleverson Ribeiro

UTILIDADES

“Hoje, no setor, existem 28 pessoas trabalhando, e os colaboradores estão sempre envolvidos com o programa Sugestão de Melhorias, o que acaba nos beneficiando.

A área abrange produção de vapor, turbo gerador, tratamento de água e efluentes. Para evitar desperdícios e gerar melhorias, trabalhamos sempre na redução do consumo de energia elétrica e buscamos sanar os problemas com vazamentos de vapor. Como estamos ligados com a produção, temos contato constante entre a caldeira e a máquina de papel, para evitar problemas com paradas de máquina, por exemplo.

Além da redução de custos e energia, outros indicativos são o cumprimento do orçamento, execução do plano de ação corretiva, disponibilidade e manter a média anual do comportamento TPM, mas o que mais implica no PPR é o consumo do cavaco.

Os colaboradores da caldeira, principalmente os novos, recebem os processos de treinamento ITR. Já se aplica na caldeira a gestão de rotina e produção e, diariamente, são feitos gerenciamento de falhas”.

Elton Ricardo dos Santos

CONVERSÃO PAPEL

“Na Conversão Papel nós convertemos bobinas em folhas de vários formatos, de acordo com a especificação do cliente. Para garantir a qualidade, sempre testamos os formatos e gramaturas antes de iniciar o processo.

Utilizamos o programa TPM no serviço, o que gera melhores condições de trabalho e máquinas limpas, e também recebemos treinamentos que nos qualificam.

Nossas metas são cumprir o orçamento e ações corretivas, além de evitar reclamações de clientes.

Para atingir nossas metas, fazemos diálogos de segurança semanalmente. Com intenção de evitar acidentes, mantemos o espaço organizado e as máquinas limpas através de práticas do programa 5S. Buscamos atingir os melhores resultados para garantir a satisfação dos nossos clientes.

Estou há oito anos na Cortadeira e percebo que a qualidade melhorou muito nos últimos anos, graças ao esforço que desempenhamos para que tudo ocorra da melhor maneira”.

Paulo Cesar Dal Santo

PROCESSOS

“O setor de Processos é responsável pela parte de dosagem de produtos químicos que são utilizados na máquina de papel. Nós preparamos os produtos exatos para a máquina funcionar.

Trabalhamos em cima das metas de orçamento, perda de produtividade, comportamento TPM, ações corretivas e prevenção de acidentes de trabalho.

Nosso maior desafio é evitar perda de papel cumprir as metas de TPM, quadro de gestão e 5S. Nossa equipe é engajada no trabalho e visa reduzir o desperdício de produtos e também estamos elaborando uma Sugestão de Melhoria. Buscamos também estar sempre integrados com a equipe da máquina de papel, para caminharmos em sintonia e trocarmos informações.

O setor melhorou muito na parte de automação e gestão da área”.

José Moacir Bassani Filho

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*


8 − = sete