Notícias 05/09/2007 - Quarta-feira

Pesquisa eleva qualidade de grãos

Além da busca por desenvolvimento das culturas utilizadas, MLCV estende trabalhos

Inovar. Essa palavra pode caracterizar os objetivos da MLCV no que diz respeito à busca incessante por qualidade. Com essa meta, estão sendo desenvolvidas pesquisas sobre as culturas para tornar os grãos diferenciados, agronomicamente mais produtivos e propícios à fabricação de um produto final melhor.
Na cultura do trigo, por exemplo, além das três variedades comerciais utilizadas pela MLCV, da OR Melhoramento de Sementes Ltda., outras 48 variedades estão em teste no campo experimental cedido pela MLCV Agricultura à empresa argentina Nidera, que está entrando no mercado brasileiro. Com isso, resultados podem ser confrontados e serão encontradas as sementes que se adaptam melhor ao solo da região Sul do País, as que têm maior resistência a doenças e aquelas que resultarão em uma farinha de maior qualidade.
O plantio, que ocorreu de cinco a 20 de julho, está em fase de controle de plantas daninhas e primeira aplicação de fungicidas. A previsão de colheita é entre os dias 10 e 30 de novembro. Segundo o gerente de agricultura, Rodrigo Martins, as sementes resultantes do processo são separadas por qualidade para delimitar as características buscadas pelos moinhos. “Nosso objetivo não é somente vender grãos, mas matéria-prima”, afirmou Martins. Este ano também estão sendo avaliadas economicamente duas outras culturas de inverno, cevada e triticale, para que a MLCV amplie sua abrangência.

A partir do dia quatro deste mês, foi iniciado o plantio da cultura de milho, com a qual também será realizado, em parceria com a Pioneer Sementes, teste de variedades e serão comparados materiais pré-comerciais com materiais “top” de produção na região, com o objetivo de descobrir e “lançar” milhos mais produtivos. A equipe MLCV está bem preparada para esta etapa de implantação, participou de diversos cursos, com auxílio da área de treinamentos do Grupo e apoio de parceiros (fornecedores de sementes, insumos, equipamentos e o Senar), abrangendo a importância de cada etapa da cultura, desde o plantio até a colheita.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


+ 8 = doze