Papel - Suporte Técnico - Controle de Qualidade

O Controle de Qualidade acompanha e realiza averiguações em todas as etapas da produção do papel, desde o recebimento das matérias-primas a serem utilizadas, até os produtos acabados, garantindo que as atividades programadas ocorram conforme o planejado.

As atividades de controle de qualidade também podem descobrir oportunidades de melhoria no projeto e, assim, indicar mudanças para aperfeiçoar a qualidade.

A empresa conta com três laboratórios de monitoramento para o Controle de Qualidade, a saber: Laboratório Químico,  Físico e Bioquímico.

 

           Laboratório Químico                           Modernos equipamentos                         Laboratorio Bioquímico
                                                                       contemplam as necessidades

No Laboratório Químico são realizados testes de qualidade da massa celulósica antes da formação da folha de papel, a fim de monitorar as variáveis físico-químicas e garantir o bom andamento dos parâmetros do processo de fabricação. Ainda nesse laboratório, são monitoradas a qualidade da matéria-prima utilizada na fabricação do papel (como, por exemplo, celulose, carbonato de cálcio, amido) e a performance do tratamento de água para as caldeiras.

No Laboratório Físico são realizados testes sobre o produto final, com o monitoramento das características ópticas e físico-mecânicas do papel. O controle dessas variáveis (desde a parte úmida do papel até o corte das bobinas, folhas e formulários) é essencialmente feito em conjunto com a área produtiva, para que seja garantida a qualidade final do produto.

O laboratório possui modernos equipamentos que contemplam as necessidades exigidas pelos clientes em cada tipo de produto fabricado, além das análises necessárias para o monitoramento da qualidade da matéria-prima utilizada no produto acabado, tais como embalagens, tubetes, entre outros.

Localizada no setor de Controle de Qualidade, a empresa conta com uma estrutura de Pesquisa & Desenvolvimento, na qual dispõe de sofisticados equipamentos, como Refinador de Discos e Formadora de Folhas, capazes de simular em laboratório as condições verificadas nas Máquinas de Papel. Neste setor, são realizados experimentos para melhoria das propriedades dos papéis produzidos, bem como estudos para o desenvolvimento de novos tipos de papéis, antecipando-se as necessidades exigidas pelo mercado.

A empresa conta ainda com um Laboratório Bioquímico, localizado na nova ETE (Estação de Tratamento de Efluentes), onde são realizadas análises físico-químicas e microbiológicas de água industrial, água potável, massa celulósica das máquinas de papel, efluente e até do Rio Coutinho, rio no qual é feita a captação de água e o lançamento do efluente da empresa.