Notícias 08/04/2010 - Quinta-feira

MLCV Agricultura inicia testes com milho transgênico

Segundo informações do jornal O Estado de São Paulo, para o ano de 2010 espera-se que mais de 50% da produção de milho será de plantas geneticamente modificadas.

Diante deste cenário, a MLCV Agricultura começou a testar algumas espécies de milhos transgênicos, com o objetivo de possibilitar a produção de alimentos saudáveis e ecologicamente corretos.

Mas por que são chamados de transgênicos? Porque são plantas que contêm um gene que foi inserido artificialmente, conhecido como transgene, que pode vir de outra planta ou de outra espécie diferente.

A MLCV está testando 30 tipos de milho dos quais 15 são transgênicos. Estes testes estão sendo realizados com as empresas: Agroceres, Agroeste, Dekalb, Pioneer e Syngenta. Os milhos são modificados geneticamente para apresentarem resistência a lagartas, pois a ação dessas pragas pode causar perdas de até 40% na lavoura, conforme a literatura. As empresas produtoras deste tipo de milho afirmam que o resultado é a produção de uma proteína com ação inseticida inofensiva para o meio ambiente, para os animais vertebrados, como peixes e aves, para outros insetos e seres humanos.

Aliado a isso, existem vantagens como a melhoria da qualidade do grão, o aumento da produtividade, o fato de não mais se aplicar inseticidas na lavoura, produtos tóxicos a plantas e animais, além da economia de óleo diesel, poluente da atmosfera.

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*


− três = 5