Notícias 24/07/2008 - Quinta-feira

Melhorias na geração e controle de energia

Até 2005, a Santa Maria era uma empresa eletro intensiva auto-suficiente em energia elétrica e se viu privada por parte desta geração própria pela perda de água em decorrência da construção do complexo Santa Clara/Fundão. Diante disto, a empresa reagiu e construiu uma térmica em co-geração com capacidade máxima de 6,3MW/h e planeja construir a nova PCH Curucaca II, com capacidade para 29,6MW/h.

Considerando estes fatores, a direção da Santa Maria determinou que fosse instituído um programa formal de racionalização e eficiência energética para toda a empresa. Com isto, aproveitam-se todas as oportunidades para incrementar a geração própria, reduzir e racionalizar o consumo, e diminuir o custo de aquisição desse insumo, sem prejudicar as operações.

O primeiro passo será medir a energia consumida em todos os setores da fábrica, totalizando um total de 50 pontos. Este projeto tem previsão de implantação total para setembro de 2008 e será executado pela área de Engenharia e Projetos. A seguir, os detalhes desta primeira etapa.

SISTEMA DE GERENCIAMENTO DE ENERGIA ELÉTRICA

A aquisição desse sistema significa a liberação do primeiro projeto do Programa de Eficiência Energética, a ser implementado na Santa Maria nos próximos meses. Através desta ferramenta, a empresa terá condições de monitorar os pontos de consumo de energia elétrica da fábrica, inclusive emitindo faturas. Serão monitorados 50 pontos/setores, incluindo a entrada de energia da concessionária (Copel) e a geração própria (usinas e turbo gerador).

Algumas facilidades que teremos:
1. Geração de gráficos e relatórios (diários, mensais, anuais) da demanda em todos os pontos de medição;

2. Simulação da fatura de energia elétrica da instalação, com alocação de custos diretamente para os centros de custos correspondentes;

3. Capacidade de controle de demanda, consumo e fator de potência;

4. Monitoração energética pela internet;

5. Análise de contratos de energia, com sugestões de valores contratuais ideais (ponta e fora de ponta);

6. Determinação do potencial de economia com energia elétrica em cada ponto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


7 + oito =