Grupo Santa Maria - O Grupo

Situada em Guarapuava, no centro-sul do Paraná, a Santa Maria destaca-se como um importante grupo empresarial, atuante nas áreas de papel, reflorestamento e energia.

Evolução

O Grupo iniciou suas atividades em 1962 atendendo ao mercado madeireiro nacional, com a denominação de Madeireira Santa Maria. Na década de 70, como uma constante evolução, migrou para a produção de papel, em 1974, entrou em funcionamento a primeira máquina para produção de papel, além de uma hidrelétrica, necessária à produção de energia para suprir o processo produtivo.

Ao final de 1982, com a instalação de uma segunda máquina, ocorreu a ampliação da unidade de papel. A partir de 1993, ocorreu a diversificação das atividades, com a produção de formulários contínuos. Também investiu na construção de uma moderna serraria e beneficiamento de madeiras, produção destinada à exportação.

Hoje

A Companhia hoje atende não só o mercado nacional, mas também o exterior. Atua nas áreas de papel, reflorestamento e energia. Conta com duas hidrelétricas, um parque florestal com 12 mil hectares de florestas plantadas de pinus, sendo que toda a colheita é feita de forma exclusivamente mecânica, 7 mil hectares de mata nativa, que configuram as áreas de preservação permanente e reservas legais, e investimentos no setor agrícola. A linha de papéis é composta por uma variedade de produtos offset, apergaminhados, monolúcido, kraft branco, inclusive aperfeiçoados para impressão a laser e formulário contínuo.

São mais de 800 colaboradores com vínculo empregatício que fazem parte da história e contribuem para o desenvolvimento do Grupo. Pensando neles, o Grupo Santa Maria desenvolve programas de apoio e treinamentos para capacitá-los. Além do compromisso com a qualidade, inovação e bem estar dos colaboradores, também se preocupa com o meio ambiente e utilização de recursos renováveis.

Além disso, por meio de reflorestamento e pesquisas em suas florestas, produz sementes e mudas de alta qualidade, excelente matéria-prima para os usos a que se destina.

Investe maciçamente em desenvolvimento auto-sustentável. Todo resíduo de madeira gerado nos processos de produção é transformado em energia, num aproveitamento racional em todo o processo produtivo.

Com a MLCV – Agricultura, o setor agrícola é representado, desde o plantio e beneficiamento, até o armazenamento de grãos (milho, soja e trigo), em estrutura própria com os mais altos padrões de qualidade.